A LENDA DO LOBO BOM X LOBO MAU

“Uma noite, um velho índio falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro das pessoas.
Ele disse:
– A batalha é entre os dois lobos que vivem dentro de todos nós. Um é Mau. É a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, mentiras, orgulho falso, superioridade e ego.
O outro é Bom. É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.
O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô:
– Qual lobo vence?
O velho índio respondeu:
– Aquele que você alimenta!”

Essa historinha é muito simbólica. Os dois lobos são as nossas emoções positivas e negativas. Essas nossas emoções são causadas pela nossa forma de pensar, portanto, o lobo que alimentamos é uma escolha nossa. Às vezes temos a impressão que o mundo nos virou as costas e que todas as coisas ruins só acontecem conosco, no entanto isso pode não ser uma verdade absoluta, mas como nós entendemos os fatos. Se pensarmos que as pessoas são ruins e que querem nos prejudicar, enxergaremos o mundo com essas lentes e provavelmente encontraremos evidências que reforcem essa idéia, mesmo que ela não seja verdade. Essas idéias negativas nos proporcionarão emoções negativas de tristeza, raiva,vingança …. No entanto, mesmo tendo vivenciado algo ruim podemos entender que foi um azar, ou que as pessoas que nos proporcionaram algum mal, não o fizeram intencionalmente… Se pensarmos assim estaremos flexibilizando nossos pensamentos e alimentando o nosso lobo bom que nos trará emoções positivas. Essa atitude nos proporcionará um círculo virtuoso. Pensar bem nos faz sentir bem e agir bem. Que tal experimentar alimentar o lobo bom dentro de você?

Gostou? Compartilhe
Esta entrada foi publicada em Blog e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

18 respostas a A LENDA DO LOBO BOM X LOBO MAU

  1. Débora disse:

    Essa lenda é simplesmente bela e verdadeira, pois a força que o pensamento positivo tem sob nós é imensurárel.

    • Marcio Macedo disse:

      Após 30 dias sem ir ao terapeuta, sua ultima questão ainda estava sem resposta em minha mente.” Para onde foi sua agressividade?” Eu não soube responder…
      Ontem à noite, lembrei-me da parábola dos lobos e acredito ter encontrado a resposta: “Ela ainda está dentro de mim, apenas parei de alimentá-la.”
      Tenho feito várias ações direcionadas a cuidar bem do meu lobo bom. Todo dia, um dia de cada vez.
      Fiquei feliz em encontrar tal comentário no blog.
      Parabéns pelo blog, doutora.

  2. Pingback: as pessoas (e as dietas lupinas) « Early Morning Talk

  3. Gostei do comparativo . É bem por ai.

  4. felipe disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk muito legal

  5. Andre Machado disse:

    As pessoas fazem um misto e alimentam os dois em cada característica que propiciará a conquista dos seus imediatismos.

    No fim da vida cada um sabe a sua culpa.

  6. Sandro Miranda disse:

    Uma parábola que alimenta a alma! transforma o nosso dia dia!

  7. Vinicius Mamede disse:

    Essa não é a moral da historia, os dois lobos tem de ser alimentados.

    • Renata Borja disse:

      É fato que os dois lobos serão alimentados, pois não temos como optar pelos nossos pensamentos automáticos, portanto mesmo que não desejemos iremos alimentar o lobo mau várias vezes. Entretanto, cabe a nós escolher qual dos dois alimentaremos mais e deixaremos mais forte. Isso significa que não podemos controlar tudo o que vamos pensar, mas podemos controlar o vamos fazer com o que pensamos. Portanto, podemos escolher se reforçaremos ou não a alimentação dos lobos e qual lobo alimentaremos mais.

  8. Laura c lima disse:

    sim Mas as vezes por maior tolerância que temos é prestatividade se só o nosso lado se dedica você cansa pega sua bagagem e se retira!

  9. Gracilda Lira disse:

    Simplesmente bela. Na verdade, somos verdadeiros lobos…momentos maus…momentos bons!!!Cada um, com suas consequências.

  10. Ismael Fábregas Junior disse:

    Muito bom. Parabéns pela apresentação dos lobos dentro de nós. E muito oportuna para os tempos atuais, onde o poder normalmente emana (do povo, não, como diz a Constituição), mas de poderosos que nem se lembram mais que dignidade e honradez ainda valem a pena. Eu acrescentaria, da minha parte, que todos nós, ao tocarmos a “campainha de Pavlov”, temos o poder de decidir a qual vamos alimentar mais. Estou convencido hoje, tendo ultrapassado os sessenta anos, que tanto o ódio quanto a virtude, em posologia alquimista filosófica, são capazes de destruir ou serem de alguma utilidade. E sempre,assim e, inevitavelmente, estaremos conscientes da nossa culpa, seja para que lado for. Afinal, todos somos culpados, um pouco. Fé em Deus!

  11. Ismael Fábregas Junior disse:

    Muito bom. Parabéns pela apresentação dos lobos dentro de nós. E muito oportuna para os tempos atuais, onde o poder emana (do povo, não totalmente, como diz a Constituição), mas também de muitos que estão no poder – e alguns deles nem se lembram mais que dignidade e honradez ainda valem a pena. Eu acrescentaria, da minha parte, que todos nós, ao tocarmos a “campainha de Pavlov”, temos o poder de decidir a qual vamos alimentar mais. Estou convencido hoje, tendo ultrapassado os sessenta anos, que tanto o ódio quanto a virtude, em posologia alquimista filosófica, são capazes de destruir ou serem de alguma utilidade. E sempre,assim e, inevitavelmente, estaremos conscientes da nossa culpa, seja para que lado for. Afinal, todos somos culpados, um pouco. Fé em Deus!

    • Renata Borja disse:

      Prezado Ismael,
      Muito obrigada pelo seu comentário, concordo plenamente que infelizmente na nossa sociedade muitos já nem se lembram da honradez e dignidade, principalmente os mais poderosos que deveriam dar exemplo. Uma pena mesmo! Mas eu não deixo de acreditar que o ser humano ainda vai perceber que o que gera sentido é segundo Viktor Frankl é entregar-se a alguém que amamos, servir à Deus ou dedicar-se a uma obra ou algo que tenha sentido. Somente quando fazemos isso as nossas “culpas”podem ser minimizadas cedendo lugar ao amor e a esperança. Se quiser depois leia um outro post que acho que vai gostar : http://www.renataborja.com.br/blog/construindo-o-futuro-os-desafios-para-um-otimismo-realista/
      Um abraço, Renata

  12. Maria farias disse:

    Parabéns lendo me sentir bem pois sempre estou estressada com meus filho abrir este blog em ótma hora (um abrç)

  13. gleicimar disse:

    o que significar(alimentar lobo)

    • Renata Borja disse:

      Significa incentivar, reforçar, fortalecer. No caso estamos fazendo um paralelo entre o lobo e os nossos pensamentos. Pensamentos positivos seriam o lobo bom e pensamentos negativos seriam o lobo mau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *